Informação

Ajude Aqui – conheça a plataforma da CNI que ajuda exportadores

30 de agosto de 2021
Blog > Ajude Aqui – conheça a plataforma da CNI que ajuda exportadores

Finalize o mês de agosto da melhora forma: com informação! Aqui estão os três principais destaques da Semana 34:

01. Quer uma ajudinha? Plataforma da CNI responde dúvidas de exportadores em até 6 horas

Logística, tributação, sistemas aduaneiros, documentação. A lista de etapas para exportar é longa e pode parecer complicada, mas a realidade é que não precisa ser um bicho de sete cabeças. 

Com o programa Ajude Aqui, desenvolvido pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) em parceria com o Sebrae, os exportadores podem realizar uma consultoria gratuita para solucionar as suas principais dúvidas em até seis horas úteis. 

Os atendimentos são realizados por e-mail, telefone, whatsapp e formulário online disponibilizado no site do Indústria Global. Você pode acessar clicando aqui.

O objetivo é aproximar ainda mais as empresas brasileiras da internacionalização e, assim, aumentar a competitividade das empresas no mercado interno. 

02. Câmara Árabe e Alfândega da Jordânia implantam despacho aduaneiro digital em exportações brasileiras

A documentação das exportações brasileiras à Jordânia passará a ser emitida e verificada de forma eletrônica a partir de 15 de setembro de 2021. 

A migração do processo físico para o digital foi anunciada oficialmente em Amã, capital do país Árabe, durante a semana 34.

Assim que a novidade entrar em vigor, não haverá mais a necessidade de checagem dos documentos em papel. Na prática, isso significa a implementação do despacho aduaneiro digital e mais agilidade nos processos internacionais entre os países.

De janeiro a julho de 2021, o Brasil exportou US$ 142 milhões em mercadorias, especialmente carnes de frango e bovina, milho e café. Já a Jordânia vendeu aos brasileiros US$ 54,4 milhões em produtos como fertilizantes e insumos para fertilizantes, alho e confecções. 

03. Ginseng de origem paranaense cresce na exportação 

A primeira quinzena de agosto foi agitada para a Associação de Pequenos Agricultores de Ginseng Brasileiro de Querência do Norte (Aspag). Na quinta venda ao Japão, a associação totalizou o envio de 3,6 toneladas da raiz picada e desidratada. 

Até a primeira quinzena de setembro, outras 5 toneladas serão exportadas para uma empresa de cosméticos da França. O lote vai embarcar no Porto de Paranaguá rumo ao Ceará, onde completará o curso até o continente europeu. 

A produção da raiz impacta as famílias que trabalham na cadeia do ginseng de forma direta, atrai atenção para o município, aumentando o potencial turístico, integrando poder público, instituições de pesquisa e produtores. 

Fique sempre informado 

Se você gosta de receber notícias em primeira mão, temos um convite para você: assine a nossa Newsletter!

Semanalmente, enviamos no seu e-mail um resumo com os principais destaques do Comércio Exterior, além de compartilhar materiais exclusivos sobre os mais diversos temas. Clique aqui para se cadastrar.

RECEBA NOSSAS NOVIDADES.
INSCREVA-SE EM NOSSA NEWSLETTER.