Home » Notícias » Mudanças no Comércio Exterior: Mantra Siscomex é substituído pelo Controle de Carga e de Trânsito

-

17
setembro
2019
Sem comentários.

Mudanças no Comércio Exterior: Mantra Siscomex é substituído pelo Controle de Carga e de Trânsito

Você sabia que atualmente toda a carga aérea é registrada pelo Mantra Siscomex?

Esse sistema, com mais de 20 anos de funcionamento, possibilita o monitoramento aduaneiro de veículos e cargas derivadas do exterior. Também permite o controle de trânsitos em território brasileiro, como a acomodação e movimentação das cargas em armazéns alfandegados.

Agora, a novidade é que logo esse sistema deixará de existir e suas funções serão responsabilidade do Módulo CCT do Portal Siscomex. Esta mudança vem junto com a DUIMP (Declaração Única de Importação) e tem como objetivo oferecer maior segurança, simplificar os processos e diminuir as burocracias.

Mas como isso vai afetar a sua operação internacional? Separamos aqui quais serão as principais mudanças do novo modelo e as próximas etapas da sua implementação para você ficar preparado.

 

AFINAL, COMO FUNCIONARÁ O CCT?

O Controle de Carga e de Trânsito (CCT) será um dos pilares do controle aduaneiro, pois irá tratar de um importante tripé operacional: transporte, logística e poder público.

Com o novo sistema, será possível a aplicação de padrões internacionais para o registro de cargas despachadas, reduzindo assim, custos com conformidade para os transportadores.

Mesmo visando o novo modelo de importação (DUIMP), a primeira versão do CCT funcionará integrado com a Declaração de Importação (DI) e terá como base de desenvolvimento o modelo Cargo XML e IATA.

Inserido no Programa Portal Único, o CCT representa outro ponto de mudança dos procedimentos do Comércio Exterior e, assim como a DU-E e a DUIMP, está sendo desenvolvido para operar como um controle de carga único, independente do modal e do Incoterm utilizado. Porém, em um primeiro momento o CCT irá atender apenas o transporte aéreo de cargas.

Com a implementação do novo modelo, espera-se a simplificação dos controles e burocracias, além de um upgrade no âmbito da segurança e redução de custos das mercadorias.

Agora que você já sabe como o novo CCT Aéreo vai funcionar, confira como será o seu processo de implementação.

 

QUAIS OS PRÓXIMOS PASSOS DA IMPLEMENTAÇÃO DO CCT?

Atualmente, a primeira etapa para o funcionamento do novo modelo já aconteceu com o lançamento da Application Programing Interface (API). Ainda no segundo semestre de 2019 espera-se a implantação progressiva das funcionalidades do programa, a transmissão de informações entre os Recintos Depositários e o vínculo do sistema ao processo de importação DI (Declaração de Importação).

Ainda sem data definida, aos poucos acontecerá o desligamento do Sistema Mantra em 2020 e, então, uso obrigatório do CCT.

 

O QUE VOCÊ PODE FAZER ENQUANTO ISSO

Ficar informado sobre as principais mudanças do Comércio Exterior é essencial para realizar operações internacionais seguras e dentro das normas estabelecidas.

Acompanhe nossas redes e se mantenha atualizado:

Facebook | Linkedin | Instagram


Comentários

Seja o primeiro a comentar isso!