Informação

O bloqueio do Canal de Suez afetou o Brasil? Confira as destaques da semana 13

5 de abril de 2021
Blog > O bloqueio do Canal de Suez afetou o Brasil? Confira as destaques da semana 13

Comece o mês de Abril do melhor jeito: bem informado!
Confira os principais destaques da semana 13:

01. Bloqueio do Canal de Suez e os reflexos no comércio do Brasil

Se você acha que o Canal de Suez não faz parte da rota comercial do Brasil, está enganado! Na realidade, o caminho faz parte de uma das trajetórias que conectam o país às nações árabes como Emirados Árabes Unidos, Arábia Saudita, Qatar, Bahrein, Kuwait, Omã e Iêmen.

Com isso, o bloqueio de quase 6 dias do canal, trará sim reflexos ao Brasil, principalmente no que diz respeito à chegada dos embarques rumo ao países árabes.

Além disso, outro fator dessa importante equação é o Ramadã, que começa a acontecer nos países a partir do dia 13 de Abril e termina em 12 de maio. Durante esse período, os muçulmanos jejuam durante o dia e servem mesas fartas assim que o sol se põe. Com isso, os países costumam deixar seus estoques de alimentos bem abastecidos e o Brasil é um importante fornecedor de produtos do segmento.

Especialistas apontam no mínimo três semanas para que a situação do mundo se normalize após o bloqueio do canal do Suez.

02. Previsão da OMC aponta crescimento de 8% no comércio mundial

A Organização Mundial do Comércio (OMC) projetou um crescimento de 8% para o comércio mundial de mercadorias. Na nova avaliação da organização, o mundo já está preparado para uma retomada mais robusta após superar o choque causado pelo Covid-19.

Segundo Ngozi Iwea, Diretora Geral da OMC, a Covid-19 continua a representar a maior ameaça para as perspectivas para o comércio. Novas ondas de infecção podem facilmente prejudicar ainda mais qualquer recuperação esperada. Apesar disso, ela afirma que o rápido desenvolvimento de vacinas eficazes deu ao mundo uma chance realista de impulsionar a economia mundial ao mesmo tempo. Entretanto, esta oportunidade poderia ser desperdiçada se um grande número de países e pessoas não tivessem igual acesso às vacinas.

03. Combate à Covid-19: Camex zera impostos de +65 produtos e equipamentos

A Câmara de Comércio Exterior (Camex) do Ministério da Economia zerou temporariamente o Imposto de Importação de mais 65 produtos usados para o combate à pandemia de coronavírus. Os itens incluem medicamentos e equipamentos que passam a integrar a lista de reduções tarifárias da Resolução Gecex nº17. Você pode conferir clicando aqui.

A decisão contempla medicamentos para alívio de dor, sedação, intubação e respiração artificial, entre anestésicos, calmantes, analgésicos e antibióticos. A medida também abrange monitores para leitos clínicos e de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), equipamentos para análise de gases respiratórios e central de monitoração para UTI adulto, além de carrocerias e caminhões-tanque para transporte de cargas perigosas, como oxigênio.


A redução foi aprovada pelo Gecex em reunião, na segunda-feira (29/3), a partir de pedido do Ministério da Saúde, e entrou em vigor um dia após a publicação de resolução no Diário Oficial da União.

Fique sempre informado 

Se você gosta de receber notícias em primeira mão, temos um convite para você: assine a nossa Newsletter!

Semanalmente, enviamos no seu e-mail um resumo com os principais destaques do Comércio Exterior, além de compartilhar materiais exclusivos sobre os mais diversos temas. Clique aqui para se cadastrar.

RECEBA NOSSAS NOVIDADES.
INSCREVA-SE EM NOSSA NEWSLETTER.