Informação

Pix internacional? Confira os destaques da semana 16

26 de abril de 2021
Blog > Pix internacional? Confira os destaques da semana 16

Que tal finalizar o mês de abril bem informado? Aqui está a seleção de notícias do Comex da semana 16. Boa leitura!

01 – Banco Central anuncia mudanças rumo à criação do Pix internacional

As próximas etapas do Pix, sistema de pagamento instantâneo do Banco Central (BC), podem incluir a implementação do Pix internacional, que permitirá a transferência em tempo real de recursos do Brasil para o exterior. Um sonho, não é mesmo? 

A ferramenta ainda está em estudo e sem uma data de previsão para entrar em funcionamento. Entretanto, o BC deve propor uma série de mudanças cambiais, visando a modernização do sistema de câmbio e a introdução de novas tecnologias. 

Todas as mudanças estão passando por uma Consulta Pública (CP 79), que está recebendo propostas de aperfeiçoamento da regulamentação cambial desde novembro de 2020. 

A revitalização da norma cambial tem como objetivo principal trazer formas de pagamento mais claras, além de abrir o leque de possibilidades de operações internacionais. 

02 – Imposto de importação da soja e do milho é suspenso até o fim do ano

O Comitê-Executivo de Gestão (Gecex) da Câmara de Comércio Exterior (Camex) suspendeu novamente a alíquota do Imposto de Importação aplicado às compras externas de milho, soja, óleo de soja e farelo de soja. A medida tem validade até 31 de dezembro de 2021. 

Em outubro do ano passado, a Camex já tinha autorizado a suspensão do imposto de importação para o milho até 31 de março de 2021. Na época, a expectativa era de que haveria uma estabilização nas cotações externas e a safra de 2021 seria suficiente. 

Agora, os preços internos estão em alta devido a forte demanda externa e da manutenção da desvalorização do real frente ao dólar. 

03 – Caminhando para o sucesso: setor de calçados deve crescer 12% em 2021

Impactado pela pandemia de coronavírus, o ano de 2020 registrou queda em todos os indicadores da indústria calçadista brasileira. A produção de calçados caiu 18,4%, somando 764 milhões de pares. A exportação, que responde por 14% das vendas, caiu 18,6%, o pior resultado em quatro décadas. 

Agora, o cenário deve mudar! O primeiro trimestre de 2021 se mostrou estável para o setor e os especialistas apontam um crescimento de 12% na produção e de 13% na exportação de calçados. 

Apesar de os números ainda não serem o suficiente para suprir a queda do ano anterior, o resultado é de extrema importância para a recuperação do setor, que deve apresentar resultados melhores em 2022, segundo os especialistas da Abicalçados. 

Fique sempre informado 

Se você gosta de receber notícias em primeira mão, temos um convite para você: assine a nossa Newsletter!

Semanalmente, enviamos no seu e-mail um resumo com os principais destaques do Comércio Exterior, além de compartilhar materiais exclusivos sobre os mais diversos temas. Clique aqui para se cadastrar.

RECEBA NOSSAS NOVIDADES.
INSCREVA-SE EM NOSSA NEWSLETTER.