Artigo

Saiba como funciona o transporte internacional da vacina

27 de abril de 2021
Blog > Saiba como funciona o transporte internacional da vacina

Se você, assim como a gente, também está sonhando acordado com o dia de tomar a vacina de Covid-19, vai adorar esse conteúdo!

Fomos atrás de todas as informações a respeito do transporte do imunizante e escrevemos qual o caminho que ela percorre até chegar ao Brasil e o que o Comércio Exterior tem a ver com isso. Boa leitura!

Vacina de Covid-19 + Comércio Exterior

Desenvolvida por diversos laboratórios espalhados pelo mundo, a vacina tornou-se realidade já no começo de 2021, com campanhas de vacinação em vários países. Porém, para que exista uma logística eficiente e ativa para a distribuição das doses, muitas etapas dentro do Comércio Exterior são de extrema importância para que a imunização aconteça.

No caso do Brasil, vimos o processo de importação ser simplificado para que a vacina pudesse chegar a tempo. Agora, os importadores conseguem entregar o insumo antes da conferência dos documentos pela Receita Federal Brasileira (RFB).

Passo a passo da chegada da vacina

A rota das vacinas é cheia de detalhes, desde a escolha do meio de transporte, até o trâmite de nacionalização da mercadoria. Fizemos um passo a passo com as principais etapas do caminho do imunizante até o Brasil:

Embarque de vacinas: O transporte é uma das principais etapas dessa operação. É importante levar em conta que as doses de vacina precisam de um ambiente específico, caso contrário, perdem a validade.

A temperatura e a embalagem, além da escolha do modal, são essenciais para o sucesso do recebimento. Por isso, é importante que a carga seja identificada com o número do Airway Bill (AWB) e dados do importador.

Autorização de importação: Definidos os detalhes do transporte, é preciso receber a consulta de importação do Siscomex e também a NCM com Classificação Fiscal. Lembrando que antes da liberação da vacina, é preciso aguardar a autorização da ANVISA, um momento muito importante para o sucesso da operação.

O prazo estipulado para aprovação da ANVISA é de 60 dias. Porém, atualmente os pedidos estão sendo tratados com urgência dependendo do caso.

Vale lembrar também que as vacinas com autorização para uso emergencial no Brasil são a vacina de Oxford-AstraZeneca e a Coronavac, ambas adquiridas e distribuídas pelo Ministério da Saúde.

ICMS de Importação: As obrigações de ICMS devem ser cumpridas para que a importação ocorra de forma completa. Cada estado brasileiro possui autonomia para decidir sobre os procedimentos e documentos exigidos.

Após a liberação dos órgãos responsáveis, as cargas podem ser enviadas ao seu destino final 🙂


A rota das vacinas reforça ainda mais a importância que o Comércio Exterior tem no nosso dia a dia. Mesmo sem perceber, ele está presente!

Quer ficar sempre por dentro das notícias e curiosidades do Comex? Clique aqui e assine a nossa newsletter semanal.

RECEBA NOSSAS NOVIDADES.
INSCREVA-SE EM NOSSA NEWSLETTER.