Informação

Setor automotivo finaliza 2021 com saldo positivo. Confira os destaques da semana 01

10 de janeiro de 2022
Blog > Setor automotivo finaliza 2021 com saldo positivo. Confira os destaques da semana 01

As principais notícias do Comércio Exterior você confere aqui. Confira agora mesmo os destaques da semana 01:

01 – Exportação de automóveis cresceu 16% em 2021

As exportações brasileiras de veículos cresceram 16% durante 2021, com a comercialização de 376,4 mil unidades.

Os dados foram divulgados pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) e segundo a instituição o segmento deve apresentar crescimento de 3,6% nas vendas externas de veículos.

Ao longo do ano, o setor traçou um longo caminho de recuperação devido aos números obtidos em 2020, que foram afetados pela pandemia de covid-19. Ainda no relatório divulgado pela Anfavea, foi destacado um esforço das montadoras para contornar os problemas enfrentados com a falta de componentes pelo mundo.

02 – Café brasileiro tem demorados até 4 meses para chegar nos EUA

O café brasileiro que antes levava no máximo 35 dias para chegar até os Estados Unidos, está demorando, pelo menos, quatro vezes mais para concluir a rota.

A crise logística que já é conhecida no segmento, ganha mais um obstáculo com a crise trabalhista que os EUA estão enfrentando. Isso tudo vem afetando a logística interna e a entrega dos cafés nos armazéns.

Os problemas no país norte-americano chamam ainda mais atenção já que ele se configura como o principal consumidor da bebida brasileira.

Para contornar a situação, os produtores brasileiros estão optando por embarques via break bulk, ou seja, em big bags.

03 – Produtores de queijo devem comprovar uso de IG Europeia para manter seus direitos

Mesmo que produzidos no Brasil, os queijos Fontina, Gorgonzola, Grana, Gruyère/Gruyere, Parmesão e as bebidas tipo Genebra e Steinhaeger/Steinhäger utilizam como registro o nome de regiões europeias que configuram Instituição Geográficas do antigo continente.

Agora, a partir do acordo com o Acordo do Mercosul com a União Europeia, os produtores vão precisar apresentar documentação comprobatória até o dia 6 de março de 2022 para continuar utilizando esses nomes.

Conforme os requisitos do texto provisório do acordo, as pessoas físicas ou jurídicas devem comprovar a anterioridade de uso comercial dos termos associados às IGs referidas.

Os produtores que não estiverem na lista de usuários prévios não poderão usar os termos no território nacional após a entrada em vigor do Acordo Mercosul-União Europeia.

Fique sempre informado 

Se você gosta de receber notícias em primeira mão, temos um convite para você: assine a nossa Newsletter!

Semanalmente, enviamos no seu e-mail um resumo com os principais destaques do Comércio Exterior, além de compartilhar materiais exclusivos sobre os mais diversos temas. Clique aqui para se cadastrar.

RECEBA NOSSAS NOVIDADES.
INSCREVA-SE EM NOSSA NEWSLETTER.