Home » Artigo » QUANDO USAR CROSS-DOCKING E DROPSHIPPING?

-

22
agosto
2019
Sem comentários.

QUANDO USAR CROSS-DOCKING E DROPSHIPPING?

Para entender melhor sobre dropshipping e o cross-docking, imagine a seguinte situação: você é dono de um loja virtual e percebe que grande parte do seu orçamento é utilizado na estocagem dos seus produtos. O que você faz?
Reduzir o estoque pode diminuir sua eficiência operacional, porém, manter o mesmo custo com armazenamento também não é viável. Complicado, não é mesmo?

É aí que o dropshipping e o cross-docking podem fazer a diferença! Basicamente, com esses dois métodos de gestão de estoque, o dono da loja não precisa armazenar todos os seus produtos, já que é possível fazer um acordo para que a mercadoria se mantenha no estoque do fornecedor até a venda efetiva.

Os dois modelos representam redução de custos para as lojas que passam por essa situação. Mas você sabe qual a diferença entre eles e qual é o ideal para o seu tipo de negócio? Separamos aqui as principais informações sobre cross-docking e dropshipping. Confira!

 

QUAL A DIFERENÇA ENTRE CROSS-DOCKING E DROPSHIPPING?

Apesar de ambas as modalidades terem o propósito de reduzir os custos com armazenagem – possibilitando o crescimento de empresas – o cross-docking e o dropshipping funcionam de formas distintas. Entenda quais são as principais diferenças entre os dois modelos:

1- Relacionamento com o cliente: Enquanto que no dropshipping o produto é enviado diretamente ao comprador, sem passar pelo vendedor, no cross-docking o fabricante envia o produto comprado ao vendedor que, por sua vez, envia para o cliente;

 

 

 

2- Local da armazenagem: No modelo de dropshipping o dono da loja não precisa manter um estoque e nem se preocupar com embalagens e prazos. Enquanto na modalidade cross-docking, o vendedor mantém um estoque mínimo e deve pensar no envio da mercadoria, bem como na operação logística para que o produto chegue até o consumidor.

 

QUAL O MELHOR MODELO PARA O SEU NEGÓCIO?

Para escolher o modelo ideal para o seu negócio é preciso levar alguns pontos em consideração, como:

1- Perfil X Custos: Analise qual o objetivo da empresa, o tipo de produto comercializado e o valor disponível para investir em um local de armazenagem. Com a visão geral, você consegue entender o seu cenário atual e fazer o planejamento estratégico de forma mais assertiva;

2- Necessidades do seu negócio: Além dos custo também é preciso pensar na experiência do consumidor. Existe a necessidade de um contato mais personalizado com a pessoa que compra os seus produtos? Se sim, com certeza a cross-docking é a mais indicada para você.

3- Uma assessoria de confiança: Nada melhor do que um olhar experiente para te ajudar a entender a melhor opção para o seu negócio e, se necessário, realizar os desenhos logísticos para as suas entregas.

Conte com a gente! Estamos aqui prontos para te apoiar, desde os estudos de viabilidade entre dropshipping e cross-docking até a coleta da mercadoria e entrega no destino final.
Queremos otimizar os seus processos e aprimorar o seu negócio. Fale com a gente: contato@mastersul.com.br | 41 3024 0100


Comentários

Seja o primeiro a comentar isso!