Home » Notícias » Especialistas Logísticos alertam: falta de espaço será a protagonista dos próximos meses

-

20
novembro
2020
Sem comentários.

Especialistas Logísticos alertam: falta de espaço será a protagonista dos próximos meses

Em uma análise realizada pela revista de logística Voice of the Independent, especialistas do setor alertam para dois problemas que estão influenciando os embarques neste período: a falta de container e o pouco espaço no setor aéreo.

Separamos os detalhes dessa situação para você ficar por dentro:

1. Escassez de container reduz rotas e aumenta custos

A falta de containers é um problema global e está transformando um período que já é complicado devido ao contexto de pandemia, em uma situação ainda mais caótica. Reservas de espaço nos embarques estão sendo perdidas por falta de container e, enquanto isso, taxas e sobretaxas seguem aumentando.

De acordo com especialistas em Logística, os negócios intra-asiáticos são os mais afetados até agora. Embora a rota seja uma das maiores do mundo, importadores e exportadores estão vivendo momentos de tensão com o aumento do preço e a crescente de blank sailings das transportadoras.

Esta situação está refletindo nas demais rotas, principalmente nos serviços ECSA, afetando de forma bastante acentuada a disponibilidade de containeres vazios na China. Isso também tem ocasionado o desabastecimento de equipamentos para exportação em alguns portos brasileiros.

A expectativa é de que a situação se prolongue até o final do feriado do Ano Novo Chinês, no começo de fevereiro de 2021. Entretanto, especialistas alertam que as taxas devem prosseguir altas enquanto a falta de equipamentos e espaço continuarem.

2. Poucas rotas aéreas geram preocupação para 2021

Enquanto isso, o setor aéreo enfrenta uma situação complicada também: a falta de rotas.

Desde que os aviões de passageiros foram reduzidos devido a pandemia de Covid-19, o setor logístico passa por uma situação delicada na reserva de espaço para realizar seus embarques.

Observa-se ainda alguns agravantes, como a segunda onda de Covid-19 nos principais países da Europa, onde muitos HUB’s se encontram. A situação já causou o cancelamento de reservas, gerando um back log a ser tratado. Temos ainda a perspectiva de início do escoamento das vacinas, previsto para início de 2021 e que pressionará ainda mais a já limitada oferta de espaço, forçando mais aumentos nos níveis de frete.

Para se aprofundar mais sobre o assunto, clique aqui.

3. O que fazer enquanto isso?

A situação pede muita cautela! Nunca foi tão importante realizar um planejamento logístico detalhado e estratégico a fim de prever todas as variantes. Antecipar embarques também é uma alternativa, visto que o transit time de muitas rotas está comprometido e deve gerar atrasos.

Além disso, contar com um parceiro confiável pode ser a diferença na hora de negociar um frete ou conseguir espaço em alguma rota. Aqui, temos um time todo focado em te ajudar a encontrar o melhor caminho! Clique aqui e fale com nosso especialista.

Fique sempre informado

Se você gosta de receber notícias em primeira mão, temos um convite para você: assine a nossa Newsletter!

Semanalmente, enviamos no seu e-mail um resumo com os principais destaques do Comércio Exterior, além de compartilhar materiais exclusivos sobre os mais diversos temas. Clique aqui para se cadastrar.


Comentários

Seja o primeiro a comentar isso!